Polícias Civil e Militar capturam envolvidos em roubos na cidade de Igarapé-Miri

Joel com arma e celular roubado. Abaixo, armas e celulares encontrados com Eduardo

 

As Polícias Civil e Militar de Igarapé-Miri, região do Baixo Tocantins, capturaram, durante operação conjunta, dois homens envolvidos em assaltos no município. Um deles, Joel Machado, de 19 anos, é conhecido na cidade pelos apelidos de "Pestinha" ou "Joelson". Ele foi preso logo depois de ter cometido um assalto a mão armada em companhia de um adolescente de 16 anos, em via pública. Com ele, foi apreendido um revólver calibre 38 com munição. O outro preso é Eduardo Paes de Souza, de apelido "Marf", que estava na condição de foragido de Justiça. Conforme apurou o delegado Alexandre Clós, responsável pelos procedimentos policiais, o preso Joel Machado estava em uma bicicleta, junto com o adolescente.

Os dois abordaram uma vítima, que caminhava em via pública. Joel sacou uma arma de fogo e anunciou o assalto, mandando a vítima entregar o telefone celular. Após o roubo, a vítima foi até a Delegacia para pedir ajuda. O delegado juntamente com o investigador Denilson Bitencourt, com apoio da PM, seguiu em viatura na busca dos assaltantes, até conseguir localizá-los. Os dois foram abordados pelos policiais, que durante a revista pessoal, encontraram o telefone celular da vítima. A abordagem foi feita na rua Coronel Garcia. Ao se identificar inicialmente, Joel Machado se identificou pelo nome de seu irmão Carlos Eduardo Machado dos Santos e alegou ter 16 anos. A informação foi desmentida pela própria mãe do acusado, que apresentou a documentação de Joel.

FORAGIDO Eduardo Paes de Souza, de apelido "Marf", foi preso por policiais civis e militares em uma casa, na Travessa Rufino Leão, bairro Cinco Bocas, em Igarapé-Miri. Foragido de Justiça, ele é apontado como autor de diversos roubos no município. Dentro da casa, no momento da prisão, os policiais encontraram um revólver calibre 38 com três cartuchos intactas e 24 papelotes de maconha. Ainda, durante a revista na casa, os policiais apreenderam três telefones celulares e R$ 95 em dinheiro. O preso foi autuado em flagrante pela posse ilegal da arma de fogo. Tanto Eduardo quanto Joel estão recolhidos à disposição da Justiça de Igarapé-Miri.