Secretaria de Segurança Pública apresenta plano de segurança para as Eleições Municipais

 

O deslocamento de eleitores às zonas e seções eleitorais, em decorrência das eleições municipais de 2016, no próximo dia 2 de outubro, terá atuação integrada entre as esferas federal, estadual e municipais de segurança. A Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), apresentou, na manhã desta segunda-feira, 26, no Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE), o plano de ação que atenderá quase 5,5 milhões de eleitores, em 144 municípios do Estado. Os cerca de cinco mil agentes das três esferas de governo irão atuar com o objetivo de garantir a tranquilidade nos locais de votação, além de prevenir e coibir práticas delituosas durante as eleições deste ano.

Participam das ações de segurança, os agentes das Policias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros, Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran), Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp), Grupamento Fluvial de Segurança Pública (Gflu), Secretaria de Inteligência e Analise Criminal (Siac), Secretaria Executiva de Mobilidade Urbana (Semob), Guardas Municipais de Belém e de Ananindeua, Exército Brasileiro, Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal.

Ao todo, 1.477 agentes da Polícia Militar e 2 mil do Exército Brasileiro irão reforçar o policiamento no interior do Estado. Além da ação do policiamento ostensivo nas zonas eleitorais, haverá a atuação do Gabinete Integrado de Gestão Operacional, em Belém, Santarém, Castanhal, Tucuruí, Redenção, Paragominas, Capanema, Altamira, Abaetetuba, Itaituba e Soure, com o intuito de viabilizar a presença dos gestores do Sistema de Segurança Pública de cada município, a fim de monitorar as ocorrências e agilizar o atendimento à população. 

O secretário de segurança, Jeannot Jansen, enfatizou que “serão seis mil horas de jornada de trabalho dos agentes de segurança, a fim de potencializar o reforço do policiamento”, informou. Mediante publicação da portaria de número 064/2016, no dia das eleições municipais, será proibida a venda e o fornecimento de bebidas alcoólicas em todo o Pará. A Polícia Civil atuará com 240 agentes a mais para reforçar as Delegacias e Seccionais de 78 municípios de todo Estado, em conjunto com o efetivo normal de policiais civis lotados nas Unidades Policiais, durante o domingo do pleito eleitoral. Nas cidades onde não houver a presença da Polícia Federal, a quem compete lavrar os procedimentos de crimes eleitorais, a Polícia Civil ficará responsável em realizar os procedimentos de flagrantes e lavrar Termos Circunstanciados de Ocorrências, em situações como boca-de-urna, por exemplo.

A Polícia Federal contará com 350 agentes, nas ocorrências de flagrantes. Ao todo, 46 escolas serão atendidas pelas ações da Guarda Municipal, que reforçará o efetivo com 202 agentes. O Detran atuará com 120 agentes de trânsito, para a organização do fluxo de veículos no entorno dos locais de votação. O Corpo de Bombeiros, por sua vez, terá 374 agentes nos atendimentos de socorro e de emergência.

De acordo com secretário Adjunto da Segup, coronel Hilton Benigno, várias reuniões foram realizadas para a finalização do plano de segurança das eleições municipais. “Reunimos gestores de segurança das três esferas de governo e também com o TRE. Pontuamos os locais de votação e a necessidade de reforço dos órgãos de segurança”, explicou. Segundo informações do Tribunal Regional Eleitoral do Estado (TRE), o Pará está em 9° lugar no ranking com maior número de eleitores. Por Carla Moura (Ascom da Segup).