Polícia Civil deflagra operação para combater exploração sexual de crianças e adolescentes no Marajó

 
A Polícia Civil do Pará deflagrou em 05 de agosto, em municípios da região do Marajó, a operação Resgate Marajó, para cumprir mandados de prisão de pessoas investigadas por práticas de abuso sexual de crianças e adolescentes. Ao todo, 20 prisões foram realizadas na operação. Os presos foram transferidos para Belém. Deflagrada pela Polícia Civil do Pará, por meio da Diretoria de Polícia do Interior (DPI), a operação é considerada a maior do Estado do Pará, em relação a casos de abuso e exploração sexual, no Marajó. 
Os mandados de prisões foram expedidos pelo poder judiciário da Marajó Oriental. A ação foi realizada pelas Delegacias vinculadas a Superintendência do Marajó Oriental, sob coordenação da Diretoria de Polícia do Interior (DPI), sob comando do delegado titular José Humberto Melo Junior, titular da DPI. Durante a operação, fez-se necessário uma logística diferenciada, já que os deslocamentos ocorreram pelos rios da região. 
 
 
FICHA TÉCNICA
 
TEXTO: WALRIMAR SANTOS
 
IMAGENS: LEANDRO SANTANA (COLETIVA); WALRIMAR SANTOS (SONORAS) E POLÍCIA CIVIL DE SOURE (IMAGENS NOS RIOS)
 
EDIÇÃO DE VÍDEO: HIGOR PALHETA
 
ESTE VÍDEO É UMA PRODUÇÃO DA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO (ASCOM) DA POLÍCIA CIVIL DO PARÁ