Exposição Memória Iconográfica da Papiloscopia no Estado do Pará é destaque no final de semana

EXPOSIÇÃO MEMÓRIA ICONOGRÁFICA DA PAPILOSCOPIA NO ESTADO DO PARÁ. FOTOS: LEANDRO SANTANA (ASCOM PCPA)

 

DEMONSTRAÇÃO DE PERÍCIA PAPILOSCÓPICAQuem passou pelo Parque Shopping Belém, neste final de semana, pode contemplar uma exposição sobre a “Memória Iconográfica da Papiloscopia no Estado do Pará”. Realizada neste sábado (13) e domingo (14), a exposição foi promovida pela Associação dos Papiloscopista Policiais do Estado do Pará (ASPPEPA) em parceria com a Polícia Civil do Estado.

A programação contou com 10 painéis fotográficos sobre o dia a dia do trabalho do perito papiloscopista, policial civil responsável em auxiliar as investigações de crimes por meio da coleta e análise das chamadas impressões digitais visando a identificação civil e criminal de pessoas. Durante a programação, explica o papiloscopista José Carlos Silveira, da ASPPEPA, foram apresentadas, como destaque, máquinas e equipamentos utilizados na identificação de pessoas vivas e mortas, além de mesas de arquivos criminais e produtos para revelação de impressões digitais.

PARA VER MAIS IMAGENS CLIQUE AQUI

Houve ainda a exposição de fotos em homenagem aos antigos diretores de identificação do Pará, profissionais aposentados, dentre outros, que fizeram parte da história do antigo Instituto de Identificação do Estado.

EXPOSIÇÃO DE EQUIPAMENTOSPessoas que passaram pelo estande puderam assistir a uma demonstração de perícia papiloscópica para localizar impressões digitais presentes em objetos. Silveira ressalta que a exposição retratou um período de 105 anos do trabalho de identificação civil e criminal no Estado com acervos iconográficos como imagens de prédios públicos, moveis, veículos, máquinas e equipamentos.

Além disso, mostrou o estudo de casos resolvidos por meio dos serviços periciais e a evolução profissional tecnológica da Papiloscopia no Estado, para dar uma maior visibilidade aos papiloscopistas e oferecer ao público a real dimensão dos trabalhos realizados por esses profissionais, que colaboram para uma política mais comprometida com o cidadão de forma a desenvolver serviços para Polícia Civil do Estado do Pará.