Polícia Civil lamenta falecimento do investigador Luiz Roberto Bandeira

 

A Polícia Civil lamenta profundamente comunicar o falecimento do investigador Luiz Roberto Bandeira, que tinha 56 anos de idade e atuava como chefe-de-operações da Delegacia de Polícia do bairro do Marco, em Belém. Nomeado como investigador, via concurso público, em 3 de março de 1986, Bandeira tinha, portanto, mais de 30 anos de serviço público na Polícia Civil paraense.

Natural de Niterói, no Rio de Janeiro, ele exerceu por várias vezes o cargo de chefe-de-operações, em sua longa carreira policial, nas diversas unidades policiais onde trabalhou.

Entre elas, as antigas Delegacias do Telégrafo e de Furtos de Veículos vinculada à Divisão de Crimes Contra o Patrimônio; as Seccionais da Pedreira, São Brás, Sacramenta, Comércio, Marambaia e Guamá em Belém; Seccional de Marituba, e atualmente Delegacia do Marco, onde estava desde 2009.

VELÓRIO E ENTERRO O velório começa às 14 horas de hoje, na capela Max Domini, na Avenida José Bonifácio, no Guamá. O sepultamento está marcado para amanhã, dia 17, às 9 horas, no cemitério Max Domini, em Marituba.

A instituição externaliza seus votos de condolências à família, amigos e colegas de trabalho enlutados e roga a Deus que fortaleça a todos, nesse momento difícil. 

"Combati o bom combate, encerrei a minha carreira e guardei a fé". 2 Timóteo 4:7.