Polícia Civil prende acusado de comandar associação criminosa responsável por assaltar embarcação em Breves

 

A Polícia Civil prendeu, neste domingo, 12, Lucidane Monteiro Galeno, de apelido Lucinho, acusado de comandar uma associação criminosa que atua em assaltos a embarcações na região litorânea de Breves, na ilha do Marajó. A prisão é resultado de investigação que levou a equipe de policiais civis da Superintendência Regional da Polícia Civil de Breves até a localização do procurado. Lucidane, conforme o delegado Paulo Junqueira, é apontado como líder da associação criminosa. Ele foi localizado por volta de 18 horas na sede do município. Lucidane está com mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça.

De plantão na Superintendência de Breves, o delegado Paulo Junqueira, que é titular da Delegacia de Portel, explica que o preso é acusado de ter praticado um assalto, na companhia de cinco comparsas, a uma embarcação que navegava na região de Breves, no dia 25 de maio do ano passado. Na época, o inquérito policial foi instaurado pela Polícia Civil e todos os envolvidos no roubo foram identificados e tiveram os mandados de prisão solicitados ao Poder Judiciário, que os decretou. Um deles é Lucidane, que desde então, permanecia como foragido. Agora, preso, ele vai responder pelo crime.

TRÁFICO No último dia 7, em Portel, no Marajó, as Polícias Civil e Militar prenderam em flagrante o casal Rogério Beckman Muniz e Maiara Câmara de Oliveira, pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico. Após denúncias anônimas, os policiais foram até uma residência, localizada no bairro do Pinho, onde o casal foi flagrado. Na casa, foram apreendidos 13 papelotes de pasta-base de cocaína, além de uma quantia em dinheiro em notas trocadas. Os dois foram conduzidos para a Delegacia da cidade, para responder pelos crimes.