Polícia Civil prende autores de homicídio durante operação Brutus em Tucuruí

Moto, carretinha e tambor apreendidos

 

A Polícia Civil deflagrou nesta quinta-feira, dia 18, em Tucuruí, sudeste paraense, a operação "Brutus", com o objetivo de prender duas pessoas acusadas de homicídio. Foram cumpridos durante a operação o mandado de prisão preventiva expedido contra Valdir Pinto da Silva e Luis Carlos Ferreira Leite Júnior, autores do assassinato que vitimou Reginaldo de Sousa Alves, que era conhecido como Tim, em Tucuruí. A ação policial foi realizada por policiais civis da Superintendência Regional do Lago de Tucuruí, da Divisão Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM) e da Delegacia de Breu Branco. A operação foi coordenada pelo delegado Sandro Rivelino, superintendente da região do Lago de Tucuruí. 

A vítima estava desaparecida desde 28 de abril e teve o corpo encontrado, em primeiro de maio, na altura do km 02 da rodovia PA-263. O corpo estava mutilado sem braços, pernas e abdome cortado. Os acusados estão recolhidos à disposição da justiça. Ainda, durante a operação, os policiais apreenderam uma moto, uma carretinha e o tambor usados na desova do corpo. O material apreendido passou por perícia para comprovação de vestígios de sangue. 

Segundo o delegado Sandro Rivelino, foi realizada uma perícia técnica de levantamento de local de crime sem cadáver na casa do acusado Valdir. Durante a perícia, foi constatado que havia vestígios de sangue no local. Os policiais localizaram ainda a moto que havia sido levada da vítima. O veículo, explica o delegado, havia sido abandonado em uma área próxima da praia do Amor, no bairro Beira Rio, em Tucuruí, e dessa forma, ajudou a descartar a hipótese de latrocínio (roubo seguido de morte) como motivação da morte da vítima. Os presos permanecem recolhidos à disposição da Justiça.