Polícia Civil prende envolvidos em crimes de extorsão e cumpre mandados judiciais em Santa Izabel do Pará

 

Policiais civis da Seccional Urbana de Santa Izabel do Pará, nordeste paraense, efetuaram, nos últimos dias, quatro prisões de criminosos. Dois deles foram presos em flagrante por extorsão. Outros dois foram presos em cumprimento de mandados judiciais. Nesta terça-feira (06/11), o casal Rafaela do Socorro Baena de Oliveira e André Dias Siqueira foi preso por crime de extorsão. Os dois foram presos na sede do município após a vítima procurar a Unidade Policial para denunciar os acusados.

A informação era de que os acusados estavam exigindo valores em dinheiro da vítima. Conforme o delegado Alexandre Lopes, titular da Seccional, após relatos da vítima, ficou demonstrado que os acusados vinham praticando o crime fazendo a vítima passar por constrangimentos e sob grave ameaça.

Assim, a equipe policial da Seccional formada pelos investigadores Edson, Samara e Ozieleide, e apoio dos investigadores plantonistas da Seccional, Wellington Cardoso e Everaldo Queiroz, efetuaram a prisão em flagrante do casal. Após coletar o depoimento dos acusados e da vítima, o casal foi autuado em flagrante com base o crime previsto no artigo 158, parágrafo 1°, do Código Penal, por extorsão. Ambos foram encaminhados ao Sistema Prisional. 

Foragido é recapturado em Santa Izabel do Pará

Nesta segunda-feira (05/11), os agentes de Polícia Civil Everaldo Silva e Wellington Cardoso, com o apoio da escrivã Alciclea Gomes, sob o comando do delegado Plantonista Jonas Diogo e do diretor da Seccional, delegado Alexandre Lopes, efetuaram a recaptura de Jonata da Silva Martins. O recapturado estava foragido da Colônia Penal Agrícola de Santa Izabel do Pará desde 31 de outubro deste ano. Após procedimentos de praxe, ele foi recambiado para o Centro de Triagem Metropolitano I, no Complexo Penitenciário do município.

Prisão preventiva

Na última quarta-feira (31/10), a equipe de policiais civis da Seccional de Santa Izabel do Pará, sob o comando do delegado Alexandre Lopes, deram cumprimento a mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça contra Antonio Nelson Nascimento Oliveira, suspeito de crime de estupro. A prisão foi resultado de inquérito policial instaurado para apurar suposto crime de estupro que teve como vítima a neta da companheira do acusado, de nove anos de idade. Segundo o delegado, após tomadas todas as providências legais ao caso, foi solicitada à Justiça a prisão preventiva do acusado. Após o cumprimento do mandado de prisão, o preso prestou depoimento e foi encaminhado ao Sistema Prisional para responder pelo crime na Justiça.