Polícia Civil prende integrantes de associação criminosa responsável por assaltos em Igarapé-Miri

Apreensões

 

A Polícia Civil prendeu, nesta sexta-feira, 12, em cumprimento de mandado de prisão preventiva, Leonaldo Martins Machado, e Joelso de Souza Lobato, acusados de integrar uma associação criminosa responsável por vários assaltos ocorridos na rodovia PA 151, trecho da localidade de Meruú, em Igarapé-Miri, nordeste do Estado. Segundo o delegado Alexandre Rebelo Clós, superintendente regional do Baixo-Tocantins em exercício e coordenador da operação, os dois foram presos durante operação em que dois mandados judiciais foram cumpridos. Um deles de busca e apreensão domiciliar e o outro de prisão preventiva contra Leonaldo Martins. As ordens judiciais foram expedidas pelo juiz de Direito Lauro Alexandrino Santos, da Comarca do município de Abaetetuba. 

Mais apreensõesDe acordo com o delegado, o acusado Leonaldo Martins é apontado como o líder da associação criminosa que assaltava diversos viajantes da rodovia PA 151, que faz ligação do município de Igarapé-Miri até as cidades de Mocajuba, Cametá e Baião, no nordeste do Estado. O delegado explica que os criminosos agiam armados com arma de fogo e terçados. "Eles usavam troncos de árvores e outros objetos para bloquear a estrada. Após a parada forçada dos veículos, o grupo cercava os viajantes e, por meio da violência, roubava os objetos das vítimas. O grupo era composto por cerca de cinco integrantes. A estratégia da associação criminosa era impedir a passagem das vítimas para cometer os assaltos", relata o delegado.

Na residência de Leonaldo Martins, foi cumprido um mandado de busca e apreensão, porém nada ilegal foi apreendido. Já na casa de outro integrante do grupo, identificado como Adeilton Ferreira de Melo, os policiais civis apreenderam seis armas caseiras. Segundo o delegado, o acusado Adeilton Ferreira fugiu do local antes da chegada dos policiais. Os agentes policiais deram continuidade às investigações e localizaram outro membro da associação criminosa. Joelso de Souza foi preso em flagrante. "Com o acusado, foi encontrada uma arma de fogo", ressalta o delegado. Leonaldo Martins e Joelso de Souza já estão recolhidos à disposição da Justiça.