Polícia Civil deflagra operação contra casos de violência sexual contra mulheres

 
A Polícia Civil do Estado do Pará, após investigação conjunta da Divisão Especializada de Atendimento à Mulher Belém (DEAM), vinculada à Diretoria de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAV), e do Núcleo de Inteligência Policial, com apoio da Polícia Científica, deflagrou, nesta sexta-feira (18), a operação “Sétimo Frequência” e deu cumprimento, a mandados judiciais de prisão preventiva e busca e apreensão domiciliar, expedidos pelo Poder Judiciário, contra um homem acusado pelo crime de violação sexual mediante fraude. 
 
 O preso é um homem de 68 anos, líder de um grupo religioso, investigado por crimes tendo como vítimas mulheres em aparente vulnerabilidade psicológica que, em busca de tratamento espiritual, passavam a integrar o grupo religioso denominado “Missão do Espírito Santo”. De acordo com a delegada Mikaela Ferreira, responsável pelo inquérito policial que apura o caso, o acusado ganhava a confiança das vítimas através da religião. “O investigado se aproveitava da fragilidade da situação vivida e da fé das vítimas para abusar sexualmente delas durante as sessões espirituais, encontros esses que ocorriam na residência do preso, localizada no bairro de Fátima.” informou a delegada.
 
Até o momento, 6 mulheres foram ouvidas como vítimas do acusado, entre elas, uma adolescente. De acordo com a delegada Ariane Santos, titular da Diretoria de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAV) da Polícia Civil, as investigações do caso indicam que outras mulheres também podem ter sido vítimas. “A Delegacia da Mulher está à disposição das vítimas. Por se tratar de uma delegacia especializada, as mulheres terão todo o atendimento necessário. É importante que denúncias sobre o caso sejam feitas feitas.” destacou.
 
Durante o cumprimento dos mandados, no Distrito de Marudá, município de Marapanim, foram periciados dispositivos celulares, onde foi encontrado vasto conteúdo pornográfico envolvendo vítimas menores de idade, motivo pelo qual foi lavrado Auto de Prisão em Flagrante pelo crime de armazenamento de material pornográfico infantil juvenil previsto no art. 241-B do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA.) 
 
O preso foi encaminhado para a Divisão de Atendimento à Mulher - DEAM Belém para as providências necessárias.