Polícia Civil marca presença em solenidade alusiva aos 140 anos do TJ do Pará

Delegada-geral adjunta participa do evento

 

A Polícia Civil marcou presença, na segunda-feira passada, durante a primeira sessão extraordinária do Tribunal de Justiça do Pará no Pleno de 2014, quando foi outorgada a Medalha Comemorativa dos 140 anos do TJE a diversas personalidades e instituições. A instituição foi representada pela delegada-geral adjunta, Christiane Ferreira (ao centro da foto em destaque). Fizeram parte da mesa de honra da cerimônia o governador do Pará, Simão Jatene; o presidente da Assembleia Legislativa do Pará, deputado Márcio Miranda; o presidente da OAB – Seção Pará, Jarbas Vasconcelos; o defensor público geral do Estado, Luis Carlos de Aguiar Portela; o corregedor-geral do Ministério Público Estadual, Adélio Mendes dos Santos; a presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJPA), desembargadora Luzia Nadja Guimarães; o vice-presidente em exercício do TJPA, desembargador Milton Nobre; a presidente do Tribunal Regional do Trabalho, da 8ª Região, desembargadora federal Odete Alves e o desembargador aposentado Manoel de Cristo Alves Filho. 

Durante a sessão, além da entrega das medalhas a diversas personalidades que ajudaram a fazer a história do TJ do Pará, foi realizada a obliteração do selo personalizado com a logomarca dos 140 anos do Tribunal. O selo comemorativo, que visa fazer com que a data fique marcada na memória através dos selos, já é visto como uma raridade e ficará em exposição no Museu Filatélico Nacional.

As instituições homenageadas foram: Assembleia Legislativa do Estado do Pará, Ministério Público Estadual, Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Pará, Defensoria Pública do Pará, Procuradoria Geral do Pará e Associação dos Magistrados do Pará. Compuseram a relação de personalidades distinguidas o primeiro presidente do TJPA, desembargador Romualdo de Sousa Paes de Andrade; o presidente do TJPA em 1928 e autor do hino do Pará, desembargador Artur Teódulo dos Santos Porto; o governador do Estado do Pará em 1951, general Alexandre Zacharias de Assumpção; a primeira mulher a dirigir um Tribunal de Justiça do país e um Tribunal Regional Eleitoral (presidente do TJPA em 1979), desembargadora Lydia Dias Fernandes; o presidente do TJPA em 1989, desembargador Almir de Lima Pereira; o desembargador federal e compositor do hino do TJPA (letra e música), do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região, Vicente José Malheiros da Fonseca; o presidente do TJPA em 1968, desembargador Agnano de Moura Monteiro Lopes; o governador do Pará em 1965, Alacid da Silva Nunes; o presidente do TJPA em 1981, desembargador Manoel Cacela Alves; o corregedor-geral de Justiça e presidente do TJPA em 1997, desembargador Romão Amoedo Neto; o presidente do TJPA em 1999, desembargador José Alberto Soares Maia; o governador do Pará em 1994 e reeleito em 1998, Almir José de Oliveira Gabriel; o presidente do TJPA em 2005, desembargador Milton Nobre; o atual governador do Pará, Simão Jatene; e o presidente do TJPA em 2009, desembargador Rômulo Nunes. 

Um dos homenageados, o governador Simão Jatene agradeceu a homenagem e reafirmou que considera o Poder Judiciário um parceiro fundamental na execução de políticas públicas e de prestação de serviços ao cidadão. "Somente com trabalho em conjunto podemos exercer aquilo que o poder público tem como principal missão, que é atender o cidadão e cada paraense que contribui diariamente com o desenvolvimento e engrandecimento do Estado. Recebo a homenagem com humildade e com a consciência de que estamos cumprindo nosso dever como servidor público, colocando a sociedade e a defesa do Estado como nossa principal diretriz", afirmou Jatene. 

Emocionada, a presidente do TJPA, Luzia Nadja Guimarães, ressaltou alguns esforços para que a justiça no Estado do Pará venha a ser cumprida. “Dentre as várias medidas adotadas em cumprimento ao Plano de Gestão do Biênio 2013/2015, destaco a criação de novas comarcas; novos investimentos em estrutura tecnológica e predial; a ampliação de número de servidores com a efetivação de candidatos aprovados no concurso de 2009; além de novo concurso para servidores e magistrados previsto para 2014; o incremento na frota de veículos; projetos de Justiça Itinerante; qualificação dos servidores em conciliação; fortalecimento da Casa de Justiça e Cidadania; desenvolvimento de sistema de monitoramento da execução do plano de gestão e fortalecimento do controle interno”, revelou a desembargadora. Ela ressaltou, ainda, o uso da internet para diminuir a distância de um Estado com proporções continentais como o Pará. “Nós usamos a tecnologia ao nosso favor para que a justiça chegue nos lugares de mais difícil acesso através das videoconferências. O atendimento aos ribeirinhos também é outra prioridade”, explicou. CRÉDITO DE FOTO: Fábio Costa.